1.10.08

Papoila



De acordo com a lenda, quando as primeiras pessoas apareceram na Terra, a natureza encarregou-se do resto. O que significa que a natureza deu-lhes a Noite. Esta ocultava a beleza e também as presas das pessoas, para que estas não pudessem fazer nada à noite. Contudo, as pessoas ficavam acordadas e a Noite sentiu-se incapaz de cumprir a tarefa que a natureza lhe incumbiu, então o Orvalho surgiu a partir das lágrimas da Noite. A natureza teve pena da Noite e enviou-lhe um marido - O Sono - que tornaria a tarefa da Noite muito mais fácil. Mas, ainda assim, nem todas as pessoas começaram a dormir. Então a Noite deu ao Sono os seus filhos - os Sonhos - que poderiam ajudar tanto a Noite como o Sono. Mas nenhum deles conseguiu fazer com que um homem preocupado dormisse. Este homem fez com que o Sono se enfurecesse. Então o Sono apontou a sua varinha de condão para a Terra e voou. Os Sonhos embrulharam a sua varinha de condão na Noite, criando raízes de cor verde e abriu com flores muito bonitas. Na Grécia Antiga esta flor era dedicada a Hipnos, o Deus do Sono e a Morfeu, o Deus dos Sonhos. As estátuas de Demétrio eram decoradas com papoilas. Os Romanos dedicavam esta flor à Deusa Ceres. Segundo a lenda, Ceres vagueava pela Terra e não conseguia encontrar o que procurava. Então os outros Deuses decidiram cultivar papoilas.
Certa vez a Deusa colheu as papoilas e caiu num sono profundo, quando acordou reparou que havia ainda muitas para colher. Desde então que o florescimento das papoilas está relacionado com a época das colheitas.

Sem comentários :