30.11.15

mudança (abre essa porta)

Um ano que se apresentou difícil, sem dúvida o mais difícil da minha existência, um ano onde as batalhas foram duras e cruéis, onde o desespero esteve muitas vezes à espreita só à espera de uma pequena oportunidade para se apoderar de mim... um ciclo que ainda não terminou, mas que estará próximo do fim, e é nestes momentos que sinto necessidade de começar algo.

Tal como quando abrimos uma porta desconhecida, nunca sabemos o que vamos encontrar do outro lado, ainda assim gosto de acreditar que novos caminhos trazem sempre coisas boas, novas oportunidades, novas ideias, novas formas de pensar e sentir.

Talvez este seja o início de algo que já queria partilhar por aqui há algum tempo... imagens que vou guardando e que por um ou outro motivo merecem estar aqui.

Começo com o puxador e porta do Museu Montanelli em Praga.



Puxador e porta Museu Montanelli - Praga
Photos by ♥ Dora Ramalho

Vegan (ser ou não ser)

Não que por aqui sejamos, mas por vezes até me apetecia experimentar.
Mas e depois como é que resistia a um bom enchido? e a um queijinho daqueles maravilhosos?

Então e agora nesta altura do ano em que sabe tão bem um belo cozido à portuguesa? o que é que eu fazia à minha vida?

Photos by ♥ Dora Ramalho

29.11.15

Life is Short

E hoje sinto me assim :)


Photo by Dora Ramalho

Coisas de criança (ou então não)

Tenho andado entretida com coisas de criança, bem na verdade não creio que Lego seja um brinquedo para SÓ para crianças.
Tenho 41 anos e uma filha com 9 e cada dia me convenço mais de que eu brinco mais com o Lego do que ela.

O entretem dos últimos dias tem sido em redor das minifiguras, são tão lindas, carregadas de pormenores deliciosos, aproveitei para me divertir um pouco e criar estas imagens.

E agora que fechei mais um capítulo difícil deste ano (e sem começar já a fazer as tradicionais retrospectivas) vou começar a "pensar" no Natal que se aproxima.












Photos by ♥ Dora Ramalho

12.11.15

Dizem que a culpa é da Genética

Há quem diga que filho de peixe sabe nadar, outros vão pelo caminho da genética e até há quem diga que está no sangue.
A verdade, seja ela cientifica ou não é que a habilidade manual está presente tanto no meu pai como na minha mãe ambos são pessoas extremamente talentosas e habilidosas nas mais variadas artes manuais.
Como filho de peixe sabe nadar (ou então foi a genética que tratou disso) considero que também a  minha filha foi enrolada pelos meandros do ADN criativo, mas esse já é outro assunto e não é por isso que estou aqui hoje a escrever este post.
Hoje estou aqui para partilhar convosco o mais recente trabalho que a minha mãe está a desenvolver, seja eu suspeita ou não, só posso dizer que adoro.

Vejam as peças no blog ou no facebook, e deixem a vossa opinião, acredito que ela vai ficar feliz.





Photos by ♥ Dondoca Maria