15.3.16

O mundo ao avesso (4 - alívio temporário)

A intervenção correu bem, disseram-me quando acordei.
Não me recordo de grande coisa, para além de entrar no bloco e de ter muito frio, depois foi como a bela adormecida se deve ter sentido, com uma ligeira diferença, não sabia muito bem o que tinham feito, não sabia como ia estar quando tirassem os pensos, não sabia o que ia ver.

Quando a médica me foi visitar ao quarto no dia seguinte, disse-me que afinal tinha retirado um pouco mais do que o esperado, retirou o que estava previsto, mas depois achou por bem retirar mais um bocadinho que estava ao lado, e que isso teria correspondido a 1/4 do volume total da mama.

Pronto não era nada de mais, o importante era que me tinha visto livre o bicho mau!

Entretanto também me disse que tudo o que tinha sido retirado tinha sido enviado para análise, mas tendo em conta que havia uma biópsia feita anteriormente, o resultado não seria agora diferente, quase de certeza, portanto não havia motivos para preocupações.

Uma semana depois fui tirar os pontos e fiquei muito feliz, não se notava quase nada, a cicatriz era uma coisa mínima em redor da aureola, o volume estava um pouco menor mas isso não era importante.

Podia fazer mais tarde uma pequena reconstrução para encher com um pouco de gordura o que estava em falta, mas eu não queria, já tinha decidido que ia ficar assim. Estava perfeito.

Agora era só recuperar as dores ligeiras e mais uma semana ia levantar o relatório com os resultados, estava o assunto tratado e eu podia voltar à minha vida normal (ou então não).


Puxador algures por Praga
Photos by ♥ Dora Ramalho

Sem comentários :