30.4.18

Impressão 3D

A descobrir uma nova (mas lenta) atividade.
Fascinante ver o objecto crescer, lentamente, à nossa frente tão fascinante que por vezes sinto que estou a ficar hipnotizada com todo o processo e acabo por ficar apenas a admirar a precisão da máquina e dou comigo a pensar, ao ponto a que chegámos. 
Quando eu tinha a idade da minha filha não tinha computador em casa, tão pouco a "tradicional" impressora, que hoje habita em muitas das nossas casas de forma tão comum que já nem damos por elas.
Hoje, mesmo com a consciência de que poucos tem uma impressora 3D, a minha filha pede-me para imprimir um unicórnio (só porque sim) e voilá, lentamente a imagem (tridimensional) que temos de um começa a formar-se à nossa frente.
Magia? não apenas evolução (rápida).